Páginas

domingo, 29 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Últimos Episódios | Episódio 93

Episódio 93 | A Revolta

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Na mansão do Dan, estávamos todos reunidos, Eu, Sentinel, Anita, Bee, Bulkhead, Prowl, Ratchet os irmãos “S”e Dan, para vermos a notícia do Kup e o Ironhide.

-Ei, quietos, quietos! – digo á todos.
-Vai logo. Isso tá ficando complicado. – diz Sunstreaker.

Os policiais Ironhide e Kup, membros da comunidade policial, foram acusados de chantagem, corrupção, drogas e estupro,

-Eles causaram isso é eles mesmo depois que nos prejudicou. – diz Ratchet.
-Esses malditos custaram a minha fazenda...e as minhas plantações. – diz Prowl.

Conspirado pela morte de seu companheiro, Waspinator, que tinha os ameaçado de os entregarem, até que ele foi encontrado morto com um tiro na cabeça, supostamente causado por uma briga de gangues.

-Aposto 20 anos. – diz Sentinel.
-Eu acho que vai ser 5 anos. – diz Bulkhead. – Os tiras se livram rápido.
-É, também acho. – diz Anita.

Declarações de testemunhas retiradas, e agora o desaparecimento de seu companheiro Cliffjumper, e também do próprio Ironhide que todos acreditam que tenha fugido. Oh, espere! Kup está saindo do julgamento agora.

-Aposto que Ironhide está morto. Como todos os outros. – diz Anita.
-Calma, cabritita. – diz Bumblebee.
-Fiquem quietos. Vamos ouvir. – diz Ratchet.

...a falta de evidencias contra o meu cliente, o juiz achou correto retirar todas as acusações...

-O QUE??? – diz Sentinel.
-Isso é besteira! – diz Anita.
-Viram? Nunca confiem no sistema. – diz Prowl.
-Não existe justiça nesse mundo. – diz Sentinel.
-Eu sei. Fui preso várias vezes por um comportamento natural. – diz Sunstreaker.

Hoje a noite, Cybertropolis vai queimar!

-Ninguém vai fazer bagunça no meu bairro. – diz Sentinel.
-Eu sei disso Hermano. Olhe, la cidad intera está revoltada. – diz Bumblebee. – Todos os robôs estão revoltados com isso.
-O Povo não sabe o que eles querem. Fomos usados.
-Vocês viram? O Poder do sistema, sempre vence.
-Então, não podemos ficar separados, senão vão nos incendiar. Temos que nos unir.
-Sentinel está certo. Desta vez, temos que deixar as diferenças de lado, para acabarmos com os Decepticons, o Jazz e o idiota do Kup. – diz Ratchet.
-Tem razão Ratchet. Vamos rodar!

-Vamos Prime. Temos coisas á acertar. Não existe justiça nesse mundo. Como podem deixar um cara como o Kup livre?
-Não sei, mas nós temos que dete-lo.
-É isso aí, meu irmão. Ah, e quem é aquele robô estranho?
-Ah, Sunstreaker. Ele tem um problema que não pode controlar.
-Que tipo de problema?
-Ele...bem...não consegue parar de dar para si mesmo.
-O que? Quer dizer que ele gosta de tocar uma de vez em quando?
-Sim, regularmente.
-Descabelar o palhaço?
-Sim.
-Cinco contra um?
-Tá, chega Sentinel.
-Trabalho manual?
-Tá, já deu Sentinel hehe. Cara, olha esse lugar. Até as velhinhas estão roubando.
-Melhor você ficar em casa e ficarmos assistindo aos desenhos.
-É, e ficar assistindo Transformers Animated. Cara, tá todo mundo louco! O Kup é culpado de TUDO isso. Como se o nosso bairro já não estivesse fodido.
-Nossa, tudo está pegando fogo. PÉ NA TÁBUA!!! Vou reunir alguns amigos e trancar o bairro.
-Se precisa de algo, ligue para mim e...desculpe por aquele dia. Estava nervoso.
-Tudo bem Prime. Eu também...te devo desculpas. Por tudo.
-Certo, cara?
-Certo!

Nossa, mais olha isso, o cara roubando a TV, nossa, não acredito nisso. Aqui tá uma zona! Nossa...tá ligado que o fantasma do Longarm tá lá atrás da casa dele fumando um baseado, olha só a fumaceira que tá dando.  Tá agora, eu dou 10 e tu me dá 20, nossa a até a Puta...nossa, vamos parar com a zona aqui, vamos. Tá, vou dar uma passada na casa do Sentinel, só para ficar tudo beleza.

-Tá, então feche a rua. Ninguém vai arruinar o meu bairro, ninguém. Certo? Até mais.
-Oi Sentinel.
-E Aí cara? Nossa, isso aqui tá uma merda!
-É eu sei. Passei por muita coisa, por essa família.
-Por essa família? Não me engane Prime.
-Olhe...quando é que você vai me dar um tempo?
-Quando você parar de agir como se você fosse o líder. Porra, você só fala de como ajudou os outros, AGORA SOU EU QUE FALAREI COMO AJUDEI AS PESSOAS. Quando Zeta precisou de um sapato, eu fui lá e consegui o dinheiro, quando Ratchet precisou operar das amídalas, eu roubei dinheiro e consegui o pão, enquanto você estava em Los Bots, pensando na sua própria vida. Por cinco ciclos estelares! E Agora que fez alguma coisa, você quer o que?
-Isso não é justo, cara.
-CABRITITO!!!! PRECISO DA SUA AJUDA!!!
-Estou ocupado Bee. Merda na família.
-Eu ajudei vocês e seus hombres. Tá na hora de tu me ajudar. Meu bairro também está na merda. Agora, ela está segura, graças ao Bulkhead.
-Tá, e o que você quer que eu faça?
-Me ajudar á juntar os Wreckers outra vez e faça eles serem Autobots!
-Olhe, queria muito ajudar mas...tenho coisas á fazer. Fiz uma promessa á Sentinel.
-Quero que vá lá e pague suas dívidas.
-Está bem. Chame Bulk. Vamos rodar.

-E então qual é o plano? – pergunto.
-Tem uns 3 carinhas da minha equipe mais o Bulkhead lá na Estação Unity.
-Nossa, mais só três. Vou chamar mais caras da minha equipe para poder no ajudar.

Pronto, recrutei um gordinho e outro magrinho. Agora podemos avançar!

-Nossa, como aqui está ruim, não?
-Sim. Temos que ficar unidos.
-Eu sei, cabritito e sabe...não está na hora de...
-De o que?
-Érr...pedir a cabritita em casamento?
-Eu? Pedir a Anita em casamento?
-Sim, man. Estoy esperando esse momento há tempos e tu não pede ela em casamento.
-Tá, vou pensar se peço.

-Esses malditos Predacons. Vou raspar eles todinhos.
-Olhe, é o Bumblebee.
-Bee. E Você deve ser o Optimus. Bee disse que você é cool, então, seremos Cool com você.
-Vem. Vamos abrir o caminho até chegar á minha casa. Se ficarmos juntos, eles não terão chance. HASTA LÁ MUERTE!
-HASTA LÁ MUERTE!

Então venham, galinhas, HUE ,venham então magnatas. Olha só, mais um magnata, outro magnata ali no fundão, outro magnata de lado, mais um magnata, nossa esse bairro tá cheio de magnatas hein. Nossa, acho que esse era o último deles.

-VAMOS PARA O BECO, CARAS!! – diz Bulkhead.

Então, vamos para o beco, borá ir lá.

-Isso foi fácil. Agora, nós entraremos no ninho das vespas. – diz Bulkhead.
-Sorte que temos uma pequena surpresa, não? – diz Bumblebee.
-Ei. Ele está com um lança foguetes. Ele vai atrair a Fuck Police pra cima da gente.
-Olhe a sua volta Prime. A Cidade agora é uma zona de guerra.
-Vamos pegar nossa casa de volta, gordinho!

Vamos lá, mas NOOOOSSSA ESSE LANÇADOR DESTRUIU TUDO PORRA!!! NOSSA CARA...NOSSA, NÃO ACREDITO NISSO, DETONOU OS JOSNEYS.

-Isso não acabou. Estão vindo mais. – diz Bumblebee.

Nossa, isso vai ser fácil, olha essa, poooorrrrra que foda cara. Vamos lá, mais josneys, até que chegamos á casa do Bee. Nossa tinha um cara lá, noooosssa isso vai ser complicado cara. Não, não foi. Conseguimos!

-Obrigado cabritito.
-Valeu Prime. Te devemos uma.
-OS WRECKERS VOLTARAM!!!
-É isso aí caras! Tenho que ir.
-Então vá com Primus meu friend.

Bee e Bulk são caras legais. Conseguimos conquistar a terra e...telefone.

-Fala Sentinel.
-Eu estava pensando. A Cidade é grande, mais não tão grande. Alguns otários sabem onde o Jazz está, mas..enquanto a Groove não controlar as ruas, nada disso vai se tornar realidade.
-O que você tem em mente?
-Acabe de uma vez por todas com os Decepticons e os Predacons e vamos conseguir derrota-los.
-Se não tem outro jeito, então...será esse.
-Te vejo depois Optimus.
-Até.


Estamos chegando ao final dessa putaria. Vou derrubar os Cons e Predacons e volto, DEPOIS SEE YAA!!!!

sábado, 28 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Últimos Episódios | Episódio 92

Episódio 92 | Prisão do Plagiador

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Estava na casa do Dan. Eu fui até o estúdio e vi que eles estavam com problemas.

-Ei, Dan?
-Optimus, qual é? O Que aconteceu?
-Desta flor do deserto. Você não pode fazer isso...é NÃO SUNSTREAKER!!! LUTE CONTRA O DESEJO! – diz Sideswipe.
-Está chegando a hora de voltar para meu devido lugar. – diz Dan.
-E o que está planejando? – digo.
-Opa, o que é isso? É o vídeo daquele otário?
-Mas agora você está limpo e tem uma carreira diferente.
-AH ESSE MALDITO RODIMUS!!!
-Rodimus? Ele é terrível.
-Filho da puta...eu sei muito bem essas rimas que ele manda. SÃO DO LIVRO DE RIMAS DA MINHA BANDA, a qual ele tomou pra virar o novo vocalista! AQUILO É O MEU DINHEIRO, MINHA BANDA E MINHA PUTAS!!!! E ESSE VIDEO QUE ELE ESTÁ LANÇANDO TAMBÉM É MEU!!!
-Está bem. Vamos então, revelar a sua verdadeira face. Apenas com uma visita. Nada de agressão, está bem?
-Sim. Vamos.
-Ah, eu te amo, te amo te amo.
-Ah Sunstreaker! Você não está bem da cabeça!

Saímos da mansão, eu e o Dan e vamos para o Video Shoot, onde ele está dando uma entrevista.

-Vamos fazer uma pequena visita, ver se interrompemos a entrevista para pegar seus direitos autorais de volta e manda-lo para a cadeia.
-E o meu livro de rimas. Você tem potencial para ser um grande empresário, Prime.
-Não vamos fazer nada á ele, certo?
-Me diga...como esse chupa cu virou rapper?
-O Cenário da música mudou. Agora, tudo gira por coreografias e vídeos bons. Qualquer plagiador pode gravar qualquer coisa hoje em dia.
-Então, o que devo fazer?
-Você tem a centelha. Você tem um estilo musical. Qualquer um pode entrar no ramos das gravações, mas realmente um grande artista é que vai fazer sucesso.
-Oh Optimus...você é um empresário nato!

Agora vamos. O Video Shoot fica lá perto dos arredores da Floresta Flint, não é muito longe da onde o Dan morava. Quando chegamos, vimos ele dando a entrevista.

-Vamos com calma Dan.
-SEU FALSO MALDITO!!! PUTINHA!!! DEVOLVA MEU LIVRO! DEVOLVA MINHA BANDA, DEVOLVA MINHAS PUTAS!!!
-Ele se ferrou! Vamos pegar os Vortex e vamos!

-Fique longe de mim.
-Não fico. VOLTE AQUI RODIMUS PRIME!!!
-Achei que nós éramos amigos.
-Não sou amigo de um plagiador.
-Você é uma noticia velha! TODOS QUEREM RODIMUS PRIME!!!
-Não desta vez.

Nossa passamos pela praia de Cerona, e com o Vortex, ele conseguiu atravessar a praia e também conseguiu atravessar o píer. Nossa, mas cadê ele? Essa não. Olha esses carrinhos de Kart ali. Vai começar o Super Mário Kart agora.

-O IMAGINE DRAGONS NÃO É NADA!!!
-VOCÊ QUE É UM NADA!!!
-DAN REYNOLDS SEU CÚ DE CANA FRACOTE!!!
-VOLTE AQUI SEU PALHAÇO! – diz Dan.
-O JAZZ VAI FODER COM VOCÊS DOIS, PRINCIPLAMENTE VOCÊ OPTIMUS PRIME!!!
-VOLTE SEU MERDA, VOCÊ ESTÁ ME IRRITANDO JÁ!!!
-NÃO ME CALO! NÃO ME CALO! NÃO ME CALO!

Tá ele já está irritando todos nós. Ele está passando pelas ruas “famosas” de Cybertropolis, ele está subindo as escadas com carrinho de Kart, nossa isso é possível? Então...ele parou em um lugar que é...a nova casa do Imagine Dragons.

-SEU FALSO! – diz Dan.
-AHHHHHH! VOCÊ NÃO PODE PROVAR NADA!
-Você, Hot Rod, nos apunhalou, eu, minha namorada, meus amigos pelas costas.
-Eu sou um artista! Todos nós erramos, não é mesmo Dan?
-Tu não é um artista. Você é um ladrão e falso!
-Eu ia te dar os direitos, pelo próximo álbum. Tome isto. Eu tenho muitos.
-Putinha. EU DEVERIA ARREBENTAR A SUA CARA AQUI MESMO SEU FILHO DA PUTA!!!
-Com licença.
-Quem são vocês cavaleiros? – pergunto.
-Somos da Policia de Cybertropolis. Estamos procurando Hot Rod.
-Sou eu mesmo. Pode dizer oficial.
-Você está preso! Por plágio!
-O Que? NÃO PODEM FAZER ISSO COMIGO!!! ME SOLTEM NÃÃÃÃÃÃOOOOOO VOCÊS VÃO ME PAGAR. DNA REYNOLDS VOCÊ VAI ME PAGAR!!!!
-É, parece que ele se fodeu de vez! – digo.
-Sr. Reynolds. Sou Jimmy Kellerman da gravadora “Acabando com os Otários”.
-Opa, eu sou o empresário. Fale comigo, se quer algo. – digo.
-Sim, muito prazer. Olhe, eu preciso de sucessos, mais de sucessos mesmo. E o Imagine Dragons topou que o Dan voltasse com eles.
-Sério? Eles me querem de volta?
-Sim e...querem também que seu empresário, seja o empresário da banda Imagine Dragões.
-Prime...Você vai aceitar, não vai?
-Lógico que vou. Pode deixar.
-Ótimo. Vou falar para eles voltarem para a sua mansão.
-Prime...não sei como te agradecer...
-Não precisa. Somos amigos esqueceu? Vou te ajudar no que precisa.
-Obrigado cara. Obrigado mesmo.
-Agora, tenho que voltar para a mansão.
-Certo. Me espere lá tá?
-Certo.


Nooooooosssa olha a perseguição policial cara. NOSSA INCRIVEL. Tá, é melhor eu voltar lá para a mansão, senão eu to na merda.

Trans "The Auto" Formers | Últimos Episódios | Episódio 91

Episódio 91 | Desmascarando a Puta

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

-Muito bem Bee. O Que você tem para me mostrar?
-Olha isso.
-É a Blackarachnia.
-Pelo que eu saiba, ela é a chica do seu irmão, não?
-Sim.
-Então...olha isso.
-Ela está...abordando um cara...dos Decepticons?
-Sim, agora olhe isso.
-Por que...por que ela está beijando ele?
-Porque cabritito, porque es uma puta!
-Como assim?
-Ela dá o rabito pra poder comprar droga dos Decepticons e ainda trai seu irmão. Temos que pega-la no alvo.
-Acho que não.
-Que??? E seu Hermano?
-Eu briguei com ele.
-Nossa mas...vai deixar ele ser enganado e pior, viciado.
-Vou Bee, ou melhor, vamos fazer ele descobrir sozinho. É melhor.
-Como faremos isso se ele está brigado com você?
-Já sei como fazer. Vem comigo.

Vocês viram que já começou freneticamente, então, já sei o que farei. Vou mandar uma carta para Sentinel, mais quem vai escrever é Bumblebee. Bem, chegamos até a Groove Street e agora, vamos entregar a carta.

-Como faremos? – pergunta Bumblebee.
-Você vai tocar a campainha e vai deixar a carta no chão.
-E depois eu dou no pé?
-Claro né, senão ele vai pensar que eu estou querendo envenenar ele.
-Certo. Vou até lá.

Bumblebee vai até a porta da casa de Sentinel e aperta a campainha, deixa a carta e saí correndo, até onde eu estava. Sentinel abre a porta.

-Ué? Malditas crianças...o que é isso no chão? Uma carta?
-E Agora cabritito? Ele fechou a porta.
-Calma. Se ele sair para procurar ela. Nós vamos segui-lo, está bem?
-Certo.

-Nossa, mas...quem mandou essa carta para mim? Vou ver o que está escrito no papel.

Sentinel...sei que não deveria te dizer isso mas...você deveria seguir sua namorada Blackarachnia, pois ela está te traindo.
De: Um Amigo.

-Blackarachnia...me traindo? Eu tenho que descobrir isso. Vou procurar no lugar onde ela mais fica. Na Praia de Cerona.

-Ele saiu cabritito?
-Está saindo.

Sentinel saiu da casa e se transforma.

-E Agora?
-Vamos segui-lo. Vem Bee.

Seguimos ele e descobrimos onde ele foi. Na praia de Cerona. Onde Blackarachnia gostava de ficar. Era o lugar preferido dela. Ótimo lugar para ela estar. Quando estávamos indo até onde Sentinel estava, vimos ela com um cara. Ela entrou em uma das casas que tinha perto da praia.

-Ela entrou dentro daquelas casinhas. Temos que avisar o Sentinel.
-Já sei como faremos, sem que eu me contate com ele.
-Como?
-Sabe a loja de neon que tem ao lado? Me traz uma escrita “Ela está lá” e que seja em formato de seta.
-Certo.

Depois de algum tempo, ele conseguiu. Porra, o neon era rosa. Preferia azul, mas enfim...

-Tá aqui. E Agora o que faremos?
-Prega ele na frente da casa que eu vou tentar ligar.

Tudo pronto, com o neon ligado e Sentinel chega perto da casa. Temos que nos esconder.

-O que é isso? Ela está aqui! Será que...

-O Que será que vai acontecer cabritito?
-Não sei, temos que esperar.

-Nossa...eu não acredito...mas o que...essa puta desgraçada...PARADA!!!
-O QUE??? SENTINEL???
-Quem é esse cara?
-Esse cara é o namorado dessa maldita puta.
-O Que?
-Venha comigo sua puta.
-ME LARGA SENTINEL.

-Olha cabritito eles estão saindo.
-Nossa, mais ele tá empurrando ela que...

-ME SOLTA SENTINEL.
-NÃO. AGORA TU VAI MORRER!!!
-NÃO VOU NÃO!!!

Eu e Bumblebee vimos tudo. Ela conseguiu fugir, ela parou bem perto do píer da cidade. Sentinel a seguiu e nós também. Ela correu até o final do píer, e Sentinel apontou uma arma bem para ela.

-Sentinel...por favor...não me mate, entenda minha situação...
-Eu não entendo nada sua puta drogada. Você dá esse rabo pra poder comprar droga não é sua cachorra?
-Sim, eu faço isso.
-Sabia. Você é pior do que eu pensei.
-Espere, o que vai fazer?
-Não vou te matar. Só fazer uma coisa.
-O Que?
-ISSO!!!

-Cabritito, ele empurrou ela do píer.
-Sim. Ele sabe que tecnorgânicos não sobrevivem na água. E como ela é uma aranha...

-SENTINEEEELLLLL!!!!
-Acabou vadia.

Nós observamos tudo,e quando ele foi embora, fomos até a água para salva-la, mesmo sendo a gente que á entregou.

-Optimus? Bumblebee? Vocês viram tudo?
-Sim, e recomendo que você saia da cidade.
-Sair...da cidade?
-Sim. Eu tenho uma amiga. Sari Sumdac. Ela tem uma empresa em San Prime. Você pode trabalhar lá e...largar do seu vício.
-Optimus...não sei como agradecer...por me salvar, e por você também Bumblebee.
-Relax, hermana.
-Vá. Você não pode ficar mais na cidade.
-Sim. Obrigado Optimus.
-Vá com Primus!


Bom, saímos da praia, até com alegria pois salvamos uma vida e por falar nisso, Bee tem que me contar onde está o Rodimus, pois descobri que ele me enganou e vai pagar.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal e Boas Festas!!!

O Fanfics Transformers deseja a todos um feliz natal e um ano novo cheio de paz e esperanças, que o próximo ano seja melhor!

domingo, 22 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 90

Episódio 90 | Conquistando Terras Parte 2

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Veja só...muitos carinhas são da nossa gangue. Vish recrutei muitos, mais esquece, vamos assim mesmo. Sentinel queria me ver e eu vou até lá

-Tu tem que amar a vizinhança, do mesmo modo que ama os amigos sempre foi assim e nunca vai mudar. Ah, tu ta aí Optimus.
-Sim, e vejo que estou contente que as coisas tenham voltado ao normal.
-Não está como antes, mais tudo vai se reerguer. Como eu disse para esses chupa pica que a Groove tem que voltar ao mapa.
-Ei espere! Não acha que devemos ir com calma?
-Que?
-Sim, pois eu tenho coisas á fazer.
-Vocês podem sair por um minuto? Quero falar com ele. Se você não estiver junto, o que vai ser desse lugar?
-Fique frio Sentinel.
-Não podemos tomar conta de uma mansão de um filho da puta.
-O Mundo é maior do que esse bairro.
-Nossas vidas começaram aqui, e vão terminar aqui. Então, não se esqueça de onde você veio, seu arrogante!
-Agora tu me ofendeu.
-Huh, esqueceu de tudo não é? DE TUDO MESMO! Como se não desse a mínima nem pra mim e nem para o nosso lar.
-Tá, como você quiser. Vamos.

Cara...o Sentinel quer viver a vida inteira na merda não é? Pois então, eu tenho um plano, vamos passear por um dos territórios dos Decepticons e conquistar a terra que fica mais próxima da Groove.

Comecei atropelando alguns Decepticons e os outros que estavam na rua começaram a atirar na gente. Provocamos a guerra de lados, agora é só esperar até eles virem. QUE VENHAM DECEPTICONS FILHOS DA PUTA!!!

Muito bem, sobrevivemos a primeira onda mas...estive pensando...quando tudo isso acabar, levarei toda a minha família para Nova Primus e nunca mais vamos voltar é isso que vou fazer, mesmo Sentinel vindo com a gente ou não. Só voltei por causa de Ratchet e agora que o achei, vou leva-lo embora desse pesadelo.

Conquistamos essa área, já via gente da Groove vindo para cá.

-E agora Sentinel? – pergunto á ele.
-Sabe onde é a Danceteria não?
-Sei, por quê?
-Vamos para lá.
-Tu ficou maluco. Tem muitos policiais lá. Você quer ser preso outra vez?
-E VOCÊ QUER QUE EU TE DEIXE?
-Nesse momento...eu preferia.
-O que?
-Desde que você saiu da cadeia, você só quer saber do que? De salvar esse maldito bairro e essa maldita gangue. Quero que a Groove se foda!
-O QUE??? FALE MAL MAIS UMA VEZ DA GROOVE OU...
-Não sou Groove Street, meu irmão, sou Autobot!
-Autobot? Você é igual ao Longarm e o Jazz. TRAIDOR!!!!
-Não. Não sou traidor. Autobot só é a Groove melhorada.
-E AINDA RENOMEIA O NOME DA GANGUE!!! VOCÊ NÃO É O LÍDER!!!
-Posso não ser, mais eu sei o que quero da vida. A partir de hoje, só vamos conversar sobre coisas dessa gangue falida.
-Está bem. Como quiser.
-Vamos até a danceteria.

Fomos calados. Fiquei a viagem toda longe dele, ou melhor, atrás dele. Nunca mas quero saber desse maldito. Eu vou para Nova Primus e não quero que ele vá comigo. Não! Bom, primeiramente, tinha alguns lá e usei a minha AK-47 para arrebentar eles.

Comecei a guerra outra vez. Desta vez tinha mais desses caras. Sabe, vou só usar a SMG para eu ficar bom nisso, pois essa arma é foda pra caramba. MEU PRIMUS O QUE É ISSO!!!!! QUANTOS DEIXA EU ME ESCONDER PELO AMOR DE PRIMUS!!!!

O que? Ligação do Bee. O Que ele quer agora.

-Er...Bee, não é uma boa hora agora.
-Não, é que eu só vim avisar que eu descobri onde o Rodimus está. Não sei se você quer ir vê-lo...
-Depois eu vejo isso Bee, tá?
-E mais uma coisa. Depois que você terminar aí, você pode vir aqui um pouquinho na mansão. Tem uma coisa que você precisa saber.
-Está certo. Até depois.

O que? HESOYAM? NEM PENSAR!!!! Vamos lá, segunda onda já foi. Só falta uma e acabou. Vamos lá, vamos, hah chegaram, VAMOS LÁ ATTACK THAT FULL!!!! HAH VÃO EMBORA SEUS MERDAS!!!

Agora vamos dar no pé, antes que a polícia chegue. Já em casa, Sentinle queria falar algo para mim, e eu para ele.

-Você ajudou a Groove e devemos muito á você.
-Sentinel...antes que você diga algo...quero falar com você.
-Diga.
-Eu...eu vou para Nova Primus. E não vou voltar mais.
-Que bom, seja feliz.
-Com o Ratchet.
-O QUE??? NÃO!!! ISSO NÃO!!!
-Ele já está de acordo Sentinel. Ele não quer mais saber dessa rua, desse mundo. Ele quer viver comigo.
-Claro. Ele sempre gostou mais de você do que de mim.
-Não é questão de gostar. Sentinel, você está em perigo ficando aqui. Venha. Venha comigo pra Nova Primus e vamos começar uma nova vida.
-NÃO. EU NUNCA VOU SAIR DAQUI.

-Está bem. Como você queira.

Trans "The Auto" Formers | Episódio 89

Episódio 89 | Conquistando Terras Parte 1

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

-Alô minha linda e adorável Nightbird...eu te liguei para dizer que te amo muito e como você é gostosa.
-Ei, Yoketron, é o Optimus. Acho que tu ligou para o número errado.
-Ah, Prime...desculpe, é um engano fácil de cometer, pois estou em um momento de luxúria e prazer.
-Bem...
-Estou sem tempo tchaau!

Esse Yoketron vive me ligando...bem, agora que estou aqui na Groove outra vez, pensei em ver o meu irmão para ver como ele está, mais quando eu o vi com aquela...nossa...não consigo descrever a raiva que senti.

-Ah Sentinel, só um pouco de diversão. Fiquei sabendo que você estava a fim. Tome. Experimente essa exclusiva do Wheeljack.
-Não Blackarachnia. Não irei fazer isso. Nunca!
-Por favor Sentinel vamos. Eu sei que você vai gostar. Todos os artistas estão usando. Sei que isso vai fazer suas dores passarem...
-É?
-SENTINEL O QUE ESTÁ FAZENDO???
-PRIME!!! Tudo é maconha maconha e maconha. Só queria ver o que isso tem de bom.
-O Que está dizendo Sentinel?
-Essa merda já acabou com nós todos. Seria bom que me destruísse também.
-Você não precisa disso Sentinel.
-O Que você sabe? ISSO É O QUE IMPORTA AGORA!
-É Sentinel, libere a fumaça que existe em seu coração.
-É e vai roubar o seu coração. Você acha que Ratchet ficaria feliz se visse você fumando? Ele...está lá na mansão do Reynolds junto com Bumblebee, Anita, Bulkhead, Prowl e Elicia. Essa puta fala bonito e é isso que você faz comigo e com Ratchet?
-Ah, que se foda.
-Você vai ter que se entender com o Wheeljack. – diz Blackarachnia.
-Quem? Wheeljack? Vamos resolver isso agora, SAIA DAQUI SUA PUTA! VENHA SENTINEL.

Saímos da casa e vamos procurar o Wheeljack e resolver essa merda de uma vez por todas.

-Por que tu fez aquilo irmão?
-Cansado. Minha perna não está 100%, mais vou até o Wheeljack e ficar cara a cara com ele. Onde nós vamos?
-Na casa dele.
-Sabe Prime...to cansado disso tudo, de nós, de tudo.
- E por que você não segue o meu conselho? Vamos para a nossa mansão, começar uma nova vida.
-Não posso, já te disse. Talvez, se eu conseguir arrumar tudo por aqui, a farra acabe e a Groove volte a ser o que era antes.

Chegamos na casa dele, não era muito longe da nossa, mais mesmo assim...entramos e vimos um cara drogado lá, doidão mesmo.

-WHEELJACK ABRA A PORTA!!! –grito.
-WHEELJACK!
-O Jackie não está. Ele se mudou faz tempo. – diz o drogado.
-Pra onde ele foi, otário? – diz Sentinel.
-Ei calma calma. Tu ta brigando com o cara da própria gangue.
-Fale otário.
-Eu tenho algo, uma coisinha que vai te ajudar...
-EU NÃO QUERO NADA DISSO DESSA PORRA! – diz Sentinel apontando uma arma.
-Calma Sentinel abaixa a arma. Calma. Ele é só um drogado.
-MAIS É DA NOSSA GANGUE. DEVERIA ENSINAR RESPEITO Á ELE.
-Só nos diga onde está o Wheeljack e iremos embora.
-Ele está no Parque Glen, que voltou a ser dos Decepticons.
-Você tem sorte.

Outra vez Parque Glen, e lembro muito bem, foi o primeiro território que conquistei. Bem, vamos até lá. Chegando, atiramos em alguns Decepticons e provocamos a guerra de gangues.

-VAMOS LÁ OPTIMUS!!!
-Tem certeza de que quer lutar Sentinel?
-Claro que tenho, agora vamos!
-Eu não sei Sentinel...
-Para de ser maricona. Eu estou bem, agora vamos.

Bom, começamos a ir bem. Sobrevivemos a primeira onda que teve, mais agora sem a segunda e eles não estão de brincadeira, já conquistei esse terreno antes, conquistarei outra vez!

-Venha Prime.
-E Depois disso Sentinel?
-Vamos pegar nossas gatas e sentar o varão nelas. O Que acha?
-Perfeito.

Sobrevivemos a segunda onda, está sendo difícil agora, mais nós conseguiremos, como sempre, nós somos os pica.

-Cuidado Sentinel, eles estão perigosos.

Depois de muita luta...ESSA ÁREA É MINHA!!! GROOVE, OU MELHOR, AUTOBOTS 4 LIFE! AEEE CONSEGUIMOS!!! PARQUE GLEN É NOSSO OUTRA VEZ.

-Agora sim, o Parque Glen está limpo. – diz Sentinel.
-Nenhum sinal de Wheeljack.
-Dê uma olhada naquele lugar.

Matamos os guardas que tinha lá, realmente, era lá que Wheeljack se escondia.

-FALE SEU IMBECIL! – diz Sentinel.
-EU NÃO TIVE ESCOLHA. EU FUI AMEAÇADO! O chefão me obrigou isso.
-Atira nele logo. Estou cansado desse filha da puta.
-Ei ei o Jazz é um fodido maluco! Ele fica sentado o tempo todo, querendo que os outros façam as coisas por ele.
-Onde está o Jazz?
-Não posso te contar.
-ENTÃO VOU ARRANCAR SUA LINGUA! – diz Sentinel.
-Eu não posso dizer por que eu não sei. Só os tenentes deles.
-DE QUALQUER JEITO VOU ACABAR COM VOCÊ!

De repente, ouvimos um tiro. Ele acerta Wheeljack e ele morre.

-Quem atirou? – pergunta Sentinel.
-Fui eu.
-Quem é você?
-Hey Cliff!
-Conhece ele Optimus?
-Se conheço? Eu o ajudei a escapar do Kup e Ironhide.
-E Graças á você, Kup já foi preso e está esperando julgamento.
-Sério isso?
-Sim, meu amigo. E Também...queria pedir algo.
-O Que?
-Quero ser um Autobot.
-Como?
-Sim, quero ser de sua gangue, de seus amigos. Posso?
-Mais...é claro que pode. Não é Sentinel?
-Sim, e é Groove.
-Groove? Prime tu não me disse que era Autobot?
-É uma longa história Cliff...longa história...

Continua...

sábado, 21 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 88

Episódio 88 | De Volta ao Lar

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

-Não importa “como” e sim “quando”. Que tal “agora”? Está me ouvindo?
-Claro que estou!
-AH Mais...Angélica.
-Olá chefão. Vejo que está tomando conta dos negócios não?
-Olhe, vai tomar no cu Angélica. Por sua causa, quase morri.
-Tem mais uma coisa para você fazer, e então sairei de sua vida para sempre.
-Quer saber? Se Marimar e Sérgio não te matam, eu vou te matar! – digo apontando uma arma para Angélica.
-E Então? Vejo que conheceu meus velhos inimigos não? Tire essa arma de minha cara. Isso é patético. Pare de envergonhar. Tenho uma surpresa para você. É só atender o telefone.
-Alô?
-Optimus? É Você?
-Sentinel! Eu não acredito! Como tu está?
-Eu simplesmente não sei. Eles me soltaram do nada. Não sei o que está acontecendo.
-Não se preocupe. Irei te buscar. Então, qual é o seu “pequeno trabalho”?
-Só queria que você fosse pegar seu irmão. Agora, caia fora!

E então sairei de sua vida para sempre!

-Farei que cumpra essa promessa, Angélica. Pode ter certeza!

Muito bem, meu irmãozinho Sentinel vai sair da cadeia, ai meu Primus, estou tão nervoso. Nossa, eu vou com grande estilo buscar o meu irmão. De helicóptero. Ele vai pirar! Sempre quis pilotar um, mais enfim, vou até lá e depois que busca-lo, vou ligar para Marimar e Sérgio para me ajudarem em uma coisa.

Cheguei até lá, sentei perto da porta e esperei, preocupado, até que o homem que aparece com um mala é...Sentinel!

-OPTIMUS!!!
-SENTINEL!!! – digo e corro e o abraço! – Ah Sentinel...senti sua falta. Depois de tanto tempo...Vamos para o nosso novo lar. UMA MANSÃO! Agora sou empresário e as coisas andam muito bem. Temos uma parte em um cassino no Brasil, uma merda em San Prime e lucrando na música e melhor. ACHAMOS O RATCHET!!!
-VOCÊ O ACHOU???
-SIM EU O ACHEI E VIAJEI ESSE TEMPO TODO SÓ PARA OS ACHA-LO! VENHA, VOU TE DAR UMA ROUPA NOVA!
-Espere! Que porra é essa que você está falando?
-Eu...achava que você ficaria feliz.
-Até estou feliz por você ter achado o Ratchet, mas...tenho que ver as coisas lá na Groove.
-E por falar nisso...eu não sou mais da Groove!

Sentinel parece ter um choque de realidade. Ele não acredita e fica louco da vida!

-O QUE VOCÊ ESTÁ DIZENDO??? VOCÊ...não! Não não não. MEU IRMÃO NÃO!
-Estou dizendo para não voltar lá!
-Exatamente isso! Eu vou voltar para lá AGORA! COM OU SEM VOCÊ!
-OLHA SENTINEL JÁ CHEGA!
-O Que?
-ISSO MESMO! SE QUER FICAR NESSE MUQUIFO QUE É A GROOVE FICA. ESQUECE QUE TEM UM IRMÃO! ESQUEÇA! VOLTE PARA LÁ SOZINHO!
-Está bem, eu voltarei.

Peguei meu helicóptero e voltei para a Mansão, vi que Anita estava lá, e além do mais esqueci da minha ligação. Até sei onde Angélica está. Ela está em uma casa aqui perto.

-Optimus.
-Oi meu amor.
-Onde está o Sentinel?
-Ele...quis voltar para a Groove!
-O QUE? O MALDITO DO SENTINEL QUIS VOLTAR PARA LÁ?
-Sim Ratchet. Ele quis.
-Ele não sabe o que lhe espera lá, não sabe!

-Nossa, mais o que está acontecendo aqui? Por que os Decepticons estão aqui?
-Ei ei quer comprar uma batedeira? Tá baratinha.
-EI ISSO É DO RATCHET!
-Olha só, se não é Sentinel Prime.
-Quem é você? Espere, Predaking...O QUE PREDAKING, O LÍDER DOS PREDACONS FAZ AQUI???
-Ora Sentinel, só quis dar uma visita a esse “muquifo”.
-Você...OUVIU A MINHA CONVERSA COM OPTIMUS???
-Na verdade, fui eu que mandei ele para lá, pois Optimus faz alguns trabalhos para mim, só para eu te soltar, e agora, que você está solto, posso acabar com você DE UMA VEZ POR TODAS!

Eu começo a sentir um aperto no meu peito, como se fosse uma angustia.

-Optimus o que foi?
-Eu não sei. Sinto um aperto no meu peito. Uma angustia. Acho que Sentinel está em perigo.
-ENTÃO VAMOS ATÉ LÁ O QUE ESTAMOS ESPERANDO??

Chegamos até lá e encontramos Sentinel caído com um tiro na perna.

-Sentinel, você está bem?
-Não...me leve embora, me leve!
-Anita, leve o Sentinel daqui. Eu vou dar um jeito nessa Groove Street.
-Cabritito, olhe quem está lá.
-ANGÉLICA???
-Sim, Optimus. Sou eu, meu querido. Só soltei seu irmão para mata-lo com minhas próprias mãos. Posso ser do governo, mais eu fumo também.
-Predaking! – diz Bumblebee.
-Oh cabron. Vejo que tu estas mutcho bien não é?
-Si, e aguera vou te matar, pelo que você fez com os Wreckers E COM TUDO!!!

Começamos a guerra, Sentinel estava muito machucado então resolvemos afastar ele do campo, até conseguirmos de volta a Groove, que no fim, vai ser “Autobot Street”. Enfim, a Angélica fez tudo isso só para matar meu irmão.

-Cabritito, o que estas fazendo?
-Uma ligação.

(Telefone Toca)

-Alô?
-É Você Marimar?
-Prime. O que houve?
-Você sabe onde fica a Groove Street?
-Sei mas...
-Então chame o Sérgio e venham pra cá agora! Explico depois.
-Mas...
-Chamou eles?
-Sim. Mate Predaking, que vou esperar Marimar e Sérgio.

Eu só observava. Predaking tinha duas espadas e Bumblebee só os seus ferrões. Nada de interessante até lá, até que vi...uma coisa, uma pessoa, ela colocou bombas atrás do Predaking e ele acaba explodindo. Muito energon voava e um pouco voou em cima de mim e Bee ficou encharcado.

-Olha só cabritito. Sangue de Predacon. BLÉ!!!
-VOCÊS PODEM ATÉ TER ACABADO COM ELE, MAIS NÃO COMIGO.
-Não se já por isso Angélica.
-O Que? Marimar e Sérgio??? Ah...meus dois velhos inimigos...
-Sabemos que você usou o Optimus só para acabar com o irmão dele.
-E COM VOCÊS TAMBÉM.

Angélica saí correndo, mais nós conseguimos intercepta-la. Ela leva um tiro e acaba caindo no chão.

-Optimus, quer fazer esse favor? – diz Marimar.
-Mais...ela é inimiga de vocês.
-Ela te usou Prime. Só vamos aproveitar esse momento.
-Então...está bem.
-Não. Tu não vai acabar comigo assim vai?
-Sabe Angélica lembra do que você disse para mim “E então sairei de sua vida para sempre!” Você vai sair de minha vida agora!

Dou um tiro em sua cabeça e ela morre. Anita traz Sentinel para nós. Na casa onde eu morava antes, quando tudo começou, colocamos Sentinel na cama e tampamos com um pano seu machucado.

-Optimus...fui um idiota com você. Devia ter te escutado.
-Não se preocupe mais Sentinel. Eu estou aqui e a Groove voltou a ser nossa.
-Sério cara?
-Sim. Fique aqui na minha casa. É mais seguro agora.
-Obrigado meu irmão.
-Infelizmente eu tenho que voltar para a minha mansão, mais eu vou te visitar todos os dias.
-Prime...
-Sim?
-Obrigado por tudo. Por me salvar, por tudo. Quando me recuperar, eu irei com você.
-Certo irmão.
-E A minha gatinha? Onde está?
-Blackarachnia? Bem aqui.
-Sentinel. Ainda bem que você saiu da cadeia. Pode ir Optimus, eu cuido do meu lindo.
-Sério?
-Claro. Agora vá!

-Estou com medo cabritito.
-Do que?
-De Blackarachnia.
-Mais...vocês não eram melhores amigos?
-“Eramos” Descobri que esta putita é viciada.
-Que?
-Exatamiente. Ela dá o rabo pra outros só para comprar drogas.
-Vamos desmascara-la antes que Sentinel, fique um drogado também.

Trans "The Auto" Formers | Episódio 87

Episódio 87 | Pássaro Vertical

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Puxa...a gravação do Dan estava muito boa. Sideswipe e Sunstreaker estavam fazendo o mix do som. Eu estava vendo o progresso dele.

-Continue...continue...por favor...continue...isso...isso...
-Por favor Sunstreaker, dá para você parar? – diz Sideswipe.
-Que porra.
-Pare com isso já!
-Ah, desculpe.
-Além do mais, você não devia estar batendo uma. Lembra daquele show em Seattle?
-Aquela fã adorou.
-Aquilo não era uma fã, e sim um assistente de palco.
-Mais ela tinha peitos grandes.
-Peitos de homem. ERAM PEITOS DE HOMEM!!!
-Ué? Cadê o som? – pergunto.
-Não sei Prime. Estava tudo normal. – diz Sideswipe.
-Você é um fodido, Sides.
-Eu não tenho culpa se deu um curto no sistema.
-Calma gente. Não podemos ferrar com a rima dele. – digo.
-Finalmente. Achei que nunca mais iria te ver, Optimus.
-O Que? Angélica é você?
-O Que está acontecendo aqui?
-Angélica?
-Escute, você vai ter que puxar mais uma corda para mim, ok? Os comunistas estão na nossa cola.
-Estou cansado disso, Angélica.
-Venha, estou do lado de fora. Venha dar um passeio.
-Gente vou ter que ir. Dan, já volto vou ir atrás de negócios.

Eu não acredito que ela voltou. Vou ter que avisar á Marimar e Sérgio sobre isso. Depois que isso tudo acabar, vou acabar com ela. Já está enchendo o saco isso. Bom, ela estava do lado de fora, me esperando.

-Sem convites para a inauguração, garoto.
-Eu sei que você me seguiria.
-Sim, bem, isso não é importante agora. Venha, vou te levar para um lugar muito legal.

FLORESTA FLINT OUTRA VEZ??? EU NÃO ACREDITO NISSO!!! ELA ME LEVOU PARA A FLORESTA FLINT E BEM NO LUGAR ONDE EU APOSTEI A CORRIDA ONDE GANHEI A GARAGEM EM SAN PRIME. EU NÃO ACREDITO NISSO. FLASHBACK RETURN!

-Melhor você ir logo com isso. Tenho que resolver os negócios agora.
-Você gostaria de ver seu irmão essa semana?
-Sentinel? Claro claro. O Que eu tenho que fazer?
-Você tem que roubar um jato, em um ambicioso roubo á um navio e usa-lo para destruir os navios espiões. Nada demais.
-Ah claro, nada demais. Você só pode estar de sacanagem né?
-Quando eu te sacaneei, Prime? Aquele é o barco. Todo o equipamento que precisa está lá. Eu lhe manterei informado.
-Eu vou voltar desse negócio né?
-Sim. Não seja ridículo. Pegue essa escuta. Confie em mim.

Meu deus, agora vamos lá, nossa tem uma silenciador e uma faca no barco. Vamos ver o que vai dar.

-Muito bem. O Navio está ancorado bem ao lado do aeroporto de San Prime.

O QUE???? DE NOVO SAN PRIME??? ISSO TÁ MUITO FLASHBACK DE TUDO O QUE EU PASSEI. MAL CHEGUEI EM CYBERTROPOLIS, AGORA VOU TER QUE VOLTAR. SÓ ME FALTA EU VOLTAR LÁ PRO BRASIL.

-Entre por trás do navio sem ser visto. Quando estiver lá, eu não vou poder ajuda-lo.
-Você pode me ajudar agora?
-Uh, bem, não. De fato, não!

Beleza, eu não acredito nisso, ninguém merece mesmo. Vou ter que ir nadando, pois se fosse no barco, eles iriam me ver. Muito bem, consegui entrar e agora, vou ter que ir na sala de controle e desligar o sistema de mísseis.

Muito bem, entrei lá tem que ser com calma, com muita calma para que nada dê errado. Quando eu vou me esconder na caixa, o porra do engenheiro me viu, mais não por muito tempo. Ah seu maldito!

Quando eu estava passando pela salinha que tinha lá, um guarda me viu e começou a atirar com a porra da AK-7 dele, e isso alertou os josneys. Eu não acredito numa merda dessas. Por que comigo? Mais não tinha problema. Vou acabar com todos eles.

Hah, esse foi o percurso mais fácil e olha lá, já cheguei aqui na sala de controles. Muito fácil não? Pois bem, agora que os mísseis estão desligados, vamos pegar o jato militar, denominado Hydra. Vamos lá acabou os josneys e nossa...tem 3, e aí meninas qual desses 50 milhões de dólares vocês querem que eu pegue? Bom, vou pegar qualquer um porque acho que isso custa mais que 50 milhões de dólares. Liguei e...OPAAAAAAAAAAAA NOOOOSSSSA MAIS QUE COISO RÁÁÁÁPIDOOOOOO!!!!

-Viu? Viu? Foi tão ruim assim Prime?
-Aeronave roubada. Prepare-se para ser pulverizada.
-Acho que é ruim sim.
-Merda! FUJA DELES!!! NOSSO PLANO NÃO PODE IR EM VÃO!!!
-Não dá, eles estão também com Hydras.
-ENTÃO ACABE COM ELES DE UMA VEZ POR TODAS!!! NÃO QUERO QUE NOSSO PLANO DÊ ERRADO! ACABE COM ELES JÁ!!!

Eu usei a mira e atirei três mísseis do avião. Então, YEAR! ELES EXPLODIRAM.

-Foi difícil?
-Não, não foi.
-Agora vá e destrua os barcos inimigos.

Vamos lá, destruir uns barquinhos, via ser fácil, esse vai. Vamos lá, mira manual e HAH, morre Josney. Vamos lá outro. MORRE! Outro de boa, TCHAU! E Agora outro de boa, TCHAU e o último, HAH MORREU SEU MALDITO. Cara, nunca mais quero passar por isso.

-Viu só Prime? Foi tããão difícil assim?
-VAI SE FODER ANGÉLICA! NUNCA MAIS QUERO PASSAR POR ISSO!!!
-Mais que chorão! Quer um queijo depois do vinho? Seu babaca! Acho que o Grande Optimus Prime está enjoado haha.
-CALE A BOCA ANGÉLICA! ONDE VOCÊ QUER QUE ISSO FIQUE?
-Não sei, foi você que roubou não tem nada a ver comigo. Estacione onde quiser. Tchau!
-Angélica? ANGÉLICA???

E Agora? Onde vou por esse trabuco? Já sei!!!

-Em cima da casa do seu irmão, cabritito? – pergunta Bumblebee.
-Sim, Bee. Não acho lugar melhor do que aqui.
-E A sua casa?
-A minha casa não. A Casa do meu irmão já é pronta pra isso. Vamos embora.
-Pensei que você ficaria aqui.
-Não, não posso. Temos coisas para resolver lá com o Reynolds. Prometi que ia ajudar ele.
-É, mais para isso, tu vai ter que matar o Rodimus pra isso né?
-Sim, ou não. Mais posso fazer um favor para ele.
-E Que é esse favor?

-Você verá!

domingo, 15 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 86

Episódio 86 | Uma Mansão nas Montanhas

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Mais um dia em Rio de Energon, talvez o último, ainda não sei, mais eu e Ratchet fomos convidados para seremos jurados para contratar novos funcionários. Até agora...ninguém que sirva. Apareceu um porra de um anão. Vamos o que ele vai nos oferecer.

-Não odeie o pequenino, pois ele está com um três-oitão!
-Próximo! – diz Ratchet.
-Obrigado. – digo.
-Obrigado? Obrigado??? Você sabe como é ficar no meu lugar, e cantar uma música? Tem que ter muito talento!
-Me desculpe mais a gente está por algo com um pouco mais de apelo á multidões. – diz Sari.
-O Que é mais apeloso do que uma canção, cantada por um pequeno, mais formado? As mulheres me procuram, os homens querem ser igual eu. Idiotas!
-Isso só pode ser uma pegadinha, certo? – pergunta Ratchet.
-Droga! Esse negócio de cassino é difícil. Eu só pensava que era para abrir as portas e deixar os babacas derem o Dinheiro á você. – digo.
-Se ao menos...
-Ah, isso já está ficando chato. Quero fazer negócios, não audições com humanos anões.
-Acho que você quis dizer, humanos com baixa estatura. – diz Sari.
-Sim sim eu sei o que eu disse. Quando é que vamos achar alguém talentoso por aqui?
-Eu não acredito que ouvi isso. Olha só quem resolve aparecer. Dan Reynolds.
-Prime, estou limpo, cara.
-É bom ouvir isso. E Aí, o que tá pegando? Você está pronto para canta de novo?
-Calma, Prime, calma. Eu estou quase pronto mas...mas...
-Mas o que?
-Quero ir para a minha casa, Optimus.
-Legal, eu te levo. Onde fica?
-Minha mansão, Prime.
-Ah, já ouvi falar desse fim de mundo. – diz Ratchet. – Drogas, Sexo e todo tipo de merda que pode acontecer.
-Sim sim eu estive, quer dizer, eu vi na TV. Bela casa.
-Obrigado, amigo.
-Com um lugar como esse, podemos nos estabelecer em Cybertropolis de volta, pegar o Jazz e mudar algumas coisas, e cair fora do mundo do jogo dos anões.
-Ei, Prime, vai com calma cara...por favor...
-Que foi? Eu salvei a sua vida, não?
-Minha mansão não é tão grande. Só 20 quartos, apenas. Certo, vou mandar o jogo a ti. Minha mansão foi sequestrada.
-Quem pegou ela? – pergunto.
-Ninguém.
-Quem foi Dan?
-Certo, depois que o resto dos meus companheiros disseram que eu estava fora do Imagine Dragons e que foram embora...eu me envolvi com drogas muito pesadas e um dos traficantes era o...o Grande Poppa.
-O QUE??? O GRANDE POPPA PEGOU SUA CASA???
-Sim, e não quer sair de lá.
-Eu não acredito que você entregou sua mansão para aquele traficante filho da puta.
-Eu estava confuso aquele dia. Ele me enganou.
-Você é um maldito drogado. Cara, quanta maconha um homem pode cheirar? Agora chega, TODOS VOCÊS chamem os outros VAMOS VOLTAR PARA CASA AGORA!!!
-Optimus, espere!
-Fale Sari.
-Queria te dar isso.
-O Que é isso?
-Lembra do que eu te disse? Que quando tudo isso acabasse, eu ia te dar uma parte do dinheiro? Então, aqui está.
-Puxa Sari eu...
-Optimus, você me ajudou tanto, desde o tempo das corridas lá da Floresta Flint. Foi muita sorte eu te encontrar aquele dia.
-Você não vai com a gente?
-Não posso, meu pai não quer de jeito nenhum voltar para aquela cidade.
-Eu sei. Quando tudo isso acabar, eu e meus Autobots iremos para Nova Primus, começar uma nova vida, longe das gangues, das drogas, de tudo.
-Faz bem você dizer isso. Adeus Optimus.
-Adeus Sari.

Não queria me despedir de Sari,nem de seu pai que também me ajudaram muito. Por que as coisas tem que ser assim? Bom, pelo menos, Marimar e Sérgio vem com a gente. Bom, estou começando o meu diário particular, estou dentro do avião e daqui a pouco, chegaremos até Cybertropolis. Quando tudo isso acabar, eu vou sair dessa cidade e levar todos que estão aqui comigo, vou me casar com a Anita e ter a minha paz. Aqui comigo estava Anita, Bumblebee e Ratchet, os outros já estão em Cybertropolis.

-Você já saltaram antes? – pergunto á todos.
-Sinceramente cabritito, estoy com muy medo.
-Optimus, você vai me segurar se eu cair.
-Está bem meu amor.
-É Melhor a gente ir logo. A Elite já está esperando. LÁ VOU EU!!!
-Seu papa já foi. EU TAMBIEM VOOOOU!!!
-Optimus, eu aaaaaiiiiiiii.
-VAI LÁ MEU AMOR, PELO ALTO E AVANTE!!!

Nós 4 conseguimos pousar em um lugar seguro, a missão agora era exterminar o Grande Poppa e o pessoal deles. Deixa isso comigo e com a Anita.

-Não conseguimos cair perto da mansão. – diz Ratchet.
-Ajudem a elite. Eu e Anita vamos pegar o Grande Poppa.
-Venha velhito. – diz Bumblebee.
-Já vou.
-Onde nós vamos?
-Tem uma escadaria por aqui, que leva até o lugar. Venha minha linda.

Eu já sabia mais ou menos como era a casa, pois já estive lá dentro, por causa que o Rodimus me deu um trabalho de pegar o livro de rimas deles.
*Episódio 15 – O Livro de Rimas do Imagine Dragons.

Bom, subimos até lá e só tinha nego atirando, um monte de josneys atirando. Que bando de filha da puta. Ai, esses Predacons só nos dão problema, mais acho que eu com o Bee estamos na hora de acabar com esses cara de uma vez por todas. Não posso deixar ninguém da elite morrer.

-Prime, barra limpa. Podemos entrar na mansão. – diz Ratchet.
-Entendido Ratchet. Autobots e a Elite, VAMOS AVANÇAR PARA A MANSÃO!
-Os dois, fiquem aqui e vigiem a mansão do lado de fora. Eu e Bee vamos entrar na mansão.
-Nhé, por que eu e essa mulher que nem conheço, temos que ficar aqui?
-Ratchet, depois eu conto quem é ela.

-Cabritito, estamos em menos número.
-Bumblebee tem razão. Temos que ir logo antes que eles tomem tudo e...
-AHHHHH O PREDACON EXPLODIU A CABEÇA DELE!!!
-Temos que procurar o Grande Poppa.
-Você vigia o corredor e eu vejo nos quartos.
-Certo.

Tinha muitos Predacons aqui. Eles não paravam de vir, nossa parece um enxame desses merdas. Depois de tudo eliminado, O Grande Poppa estava no andar de baixo. Está na hora de extermina-lo.

Chegamos no andar de baixo e matamos mais alguns josneys e vimos o Grande Poppa e ele estava fugindo.

-Bee, tome conta desses caras. Eu vou atrás do Grande Poppa.
-Estoy contigo, amigo!

O Grande Poppa saiu da mansão e agora eu vou ter que ir atrás dele, pra variar, então vamos lá. Ele se transformou em um predacon e saiu voando, mais não por muito tempo, vou atirar nele do alto mesmo.

-VOCÊ SABE COM QUEM ESTÁ MEXENDO BABACA?
-Sei, com um traficante de merda.

Eu atirei bem na cabeça dele e ele acabou caindo no chão. Eu não acredito nisso. E Ele ainda sobrevive. Dei um tiro em sua centelha e ele apagou de vez.

-OPTIMUS!!!
-Anita.
-Que bom que você está vivo. E O Bumblebee?
-Estoy aqui cabritita.
-Ratchet.
-Prime, venha aqui garoto.
-O Que foi?
-A Anita me contou tudo.
-Contou o que?
-Ela é sua namorada não?
-É, bem, eu...
-Não diga mais nada. Fico feliz por você encontrar uma pessoa que te faça feliz um dia nessa vida miserável.
-Eu sei e...telefone.

-Alô? Masterson? Como está?
-Quem é?
-Optimus Prime.
-OH PRIME, O GRANDE AEEE, PESSOAL O PRIME ESTÁ AQUI!!!
-Queria que você, e o seus colegas venham até Cybertropolis para me ajudar com um negócio de música.
-SUPER FANTÁSTICO!!! VO USER UM ÓTIMO PRODUTOR MÚSICAL!!!!
-Legal, te vejo depois.
-SIM SIM SIM!!!
-Você vai cantar agora é?

-Talvez eu cante, talvez.

Trans "The Auto" Formers | Episódio 85

Episódio 85 | Vamos Assaltar Um Cassino? Parte 2

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Sari e seu pai conseguiram entrar com Prowl, Bulkhead, Bumblebee e Anita.

-Muito bom, Optimus. Agora é com a gente! – diz Sari.
-Certo time, eu decorei esse lugar com a palma da minha mão, sei cada lugar. Me sigam. Droga! Eles trocaram a porta.
-Er...pai...deixa que eu vou na frente.
-Boa ideia. Todo mundo seguindo ela.
-Optimus...eu nunca mexi com armas tão complexas assim. Como vou atirar?
-Calma meu amor. Atire como eu atirar. Fique atrás de mim.
-Tá bem.
-Autobots, fiquem em posição. Vamos acabar logo com isso.
-Primeira vez que nos chama de Autobots! – diz Bulkhead.
-É, meu amigos. Está na hora de mudar as coisas por aqui.

Acompanhavamos Sari, e atirávamos nos guardas. Isso é muito chato, finalmente, chegamos ao cofre.

-OK, vamos instalar as bombas enquanto você vigia a porta.
-Vão logo com isso, pois alguém acessou os geradores.
-Por que? – pergunto.
-Pois alguém está tentando ligar os geradores.
-Tá, eu vou até lá e destrui-las para sempre!

Cheguei na sala e vi um guarda lá e mandei bala nele. Coloquei as bombas nos dois geradores e eu os explodi, para sempre. Agora, vou voltar para o cofre. Quando cheguei lá, eles já tinham colocado as bombas.

-CORRAM!!!
-PRA ONDE VOU? PRA ONDE VOU?
-FOGO NO BURACO!
-Ótimo! Vamos pegar o dinheiro.
-Legal, mais os guardas da Quintessa estão vindo e...MALDITA ANGÉLICA!!! VOU TE MATAR!!!

Que bom, agora os Quintessons estão aqui também. Ai, isso pode ficar pior? Pois bem, vou lá até eles e mata-los, até que foi fácil, agora vou ter que leva-los de volta até a van.

-Muito bom equipe, vamos voltar em segurança para o Four Dragons.
-Todos seguindo o Optimus.

Mais não por muito tempo. Tinha mais Quintessons aqui. Mais por que eles...ah sim, Powell é o líder deles. Mais enfim...porra essa pistolinha é forte mesmo. Meu deus, nossa que sentido faz isso? Queria mesmo é uma daquelas que os policiais do México usam. Aquelas são fortes pra porra, enfim...nossa, lá está a Marimar com algumas motos.

-Eu descarreguei as motos da policia. Vocês dois, vistam o uniforme que eu, Sari e Prowl entramos na van. Optimus e Anita serão a isca.
-Optimus, tem um elevador de serviço aqui.
-Ótimo. Vamos pega-lo.
-Onde ele é?
-Segundo o mapa, ele vai nos levar direto ao telhado do cassino.
-Mais por que vamos até lá?
-Parece que vamos pegar, um avião. Vem meu bem.

Isso estava cheio de “bombas” de Quintessons. Não paravam mais de vir. Porra, será que eles não vão enjoar de perder tantos homens? Eles já eram. Chegamos ao teto e agora, nós teremos que fugir de helicóptero, antes que a policia pegue nós dois.

-Optimus, tem um Pará-quedas aqui.
-Legal. Vem, se segura em mim.

Abri o Pará-quedas e segurei a Anita pela cintura e ela segura meu pescoço.

-Sabe Optimus, esse foi o melhor encontro que já tive com você.
-Encontro?
-Sim, considerei isso, como...um dos nossos últimos encontros.
-O Que quer dizer?
-Quero dizer que...olha, não é aquele o helicóptero?
-Sim, é aquele. Vamos lá!

Conseguimos chegar até lá, eu matei dois e Anita matou o outro á base da faca.

-Vem linda. Vamos sair daqui.
-Onde vamos?
-No esconderijo do México. É mais seguro do que o de São Mateus.
-Certo.

Fomo até lá e Anita não parava de olhar para mim.

-O Que está pensando meu bem? – pergunto á ela.
-No nosso casamento.
-Casamento? Mais você nem está grávida ainda.
-Por isso, quero me casar antes da gente ter um filho.
-Mais isso são costumes humanos. E Você sabe que eu odeio os costumes humanos.
-Tudo bem Optimus. Olhe, estamos chegando.

Puxa, agora que eu tinha percebido, o Sérgio não estava com a gente. Onde ele se meteu?

-Sérgio, onde se escondeu?
-Estava tentando impedir a Angélica, e ela escapou!
-Você é um medroso mesmo. – digo á Sérgio batendo na cara dele. Ele até caiu.
-Calma Prime. Venha, me leve para casa.

Ai, voltando ao cassino, finalmente concluímos a missão do roubo, agora, é voltar para...telefone?

-Alô?
-Seu maldito! Traidor! Seu merda!
-Ah, Powell, que bom ouvir você.
-Você está morto! Sua putinha está morta! Sua família está morta! Vou te foder, seus filhos, sua puta e seus netos!
-Bom, o papo tá ótimo, mais tenho que ir.
-Você está morto. MORTO!!!


Sinto até pena dele...hahaha, sinto nada. Ele que se foda. Enfim...amanhã mesmo, vou voltar para a minha Cybertropolis.

sábado, 14 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 84

Episódio 84 | Vamos Assaltar Um Cassino? Parte 1

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

É hoje gente!!! É hoje, o roubo do Caligula. Os otários foram despachados da cidade. Powell acha que sou amigo dele, está saído tudo bem. Nossa grande equipe, Eu, Bulk, Bee, minha linda, Prowl, Sari, Marimar e Sérgio.

-Você tem certeza de que vai, Prime?
-Tenho Ratchet. Eles estão me esperando.
-Depois que tudo isso acabar, você vai virar um homem correto, senão eu estouro sua cabeça. Entendido?
-Sim sim, entendi.
-Vai lá e arrebente, meu garoto!

-Todos estão bem?
-Sim.
-Certo. Verei vocês na invasão. Vamos lá!

Na frente do Four Dragons, estou com um comunicador e Marimar vai me dar as instruções certas.

-Optimus, está me ouvindo?
-Alto e claro!
-Certo! Nós estamos dentro do carro forte.
-Sim, eu vou me apressar!

O Cassino Caligula não ficava muito longe daqui, era só seguir á frente. Fui correndo mesmo. Cheguei até lá, mais vou ter que fazer silêncio, ou ban! Assalto no fracasso.

-Muito bem Optimus, vá com calma. Vá com calma.
-Eu estou legal.
-Tem certeza? Pra mim, você está irritado.
-Eu já disse que estou bem.
-OK OK. Vá até a porta dos trabalhadores.

Legal, onde está a porra da porta?Ah, que beleza tem um guarda bem na frente, fico feliz viu? Vou ter que inventar alguma desculpa pra ver se ele me deixa entrar.

-Hey, garoto! Tu é novo aqui?
-Sim, estou substituindo o...err...Jimmy, ele está doente.
-Quem é Jimmy? – diz Marimar.
-Cale a boca.
-O Que?
-Cof, er, acho que peguei a tosse do Jimmy.

Bom, mais não precisava desse otário para chegar lá embaixo. Eu tinha o cartão que eu e a minha doce Anita pegamos da Flareup. Consegui entrar.

-Grande! Agora, vá para a sala dos geradores de emergência.

Muito bem, tinha um monte de gente lá e mais um guarda e...ele não vai me atacar? Seu guarda? Vai ficar parado aí? Vai? Então tá. Eu tô entrando.

-Já entrei na sala.
-Muito bem. A grade de ventilação fica do lado de trás. Jogue o gás em um deles.

O tubo levava até onde está o cofre. Só saberemos se o gás funcionou, indo até o cofre.

-Legal, agora abra a porta de segurança com o cartão da Flareup.
-Certo.
-OK, eu invadi o sistema de iluminação deles, e vou explodir as bombas que você tinha colocado na represa. Lá vai e...UHU!! Eu não achei que fosse funcionar. Welcome to the Dark Side!
-Eu não vejo nada.

Vamos no escuro mesmo. Ali está a porta e agora é só usar o cartão, opa é nois com esse cartão. Agora, vou ter que ir na sala de trabalho.

-OK, está na hora de abrir o portão pra gente. Como toda a energia está desligada, você terá que levanta-lo. Use algo para levanta-lo.

Aquela empilhadeira serve? Me lembrou daquela vez que fui com o Longarm para pegar algumas caixas. Vou dizer...aquele dia foi louco!
*Episódio 12 – Roubando o Vector Sigma.

Consegui abrir o portão e eles passaram. Agora, o resto é com eles.


Continua...

Trans "The Auto" Formers | Episódio 83

Episódio 83 | Minha Verdadeira Identidade

Escrita por | Rafaela Trombini e Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Hoje finalmente farei o que tenho trabalhado por todo esse tempo, por Cybertropolis, San Prime e Rio de Energon. Achar Ratchet, por isso, vou entrar agora no cassino Quatro Dragões e investigar o porão, mais antes...vou falar com Sari.

-Ai, quanta coisa pra fazer...é serviço que não acaba mais.
-Sari...
-Optimus. O Que foi? Vai fazer alguma coisa legal para o nosso plano?
-Não. Quero saber uma coisa sua.
-O Que?
-Você conhece um cara chamado Swindle?
-Se eu o conheço? A gente não esquece um pilantra tão fácil assim.
-Como assim?
-Swindle, trabalhava aqui no cassino, mais eu acabei descobrindo que ele era na verdade um fugitivo, e acabei demitindo. Mais porque a pergunta?
-Pois acho que ele está escondendo um parente meu aqui no seu cassino.
-No meu cassino? Mais aonde?
-Nos porões. Temos que investigar.
-Tá, mais as portas dos porões estão fechadas e impossíveis de abrir. Como faremos isso?
-Eu já sei quem devemos chamar.

Esperei do lado de fora do cassino para ver se ele chegava com os materiais que precisamos. Ah lá está ele.

-CABRITITOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
-Ai, não grita Bee. Trouxe tudo?
-Si, mais por que tu queres isso?
-Venha que lhe mostrarei.

Quando Bumblebee entrava no cassino, encontrei uma criatura estranha vagando pelas ruas...não poder ser...é o Swindle. Mais...ele tinha morrido...como assim? Ele está vivo! Eu não acredito nisso.

-Optimus Prime... – diz Swindle. Eu poderia ver que ele estava muito machucado. Com um dos braços enfaixados, cheio de cicatrizes no corpo. – Finalmente encontrei o robô que quase acabou com minha vida.
-Swindle...como você escapou? Você caiu de uma altura de mais de 20 andares.
-É, eu consegui sobreviver. Quando você me deixou naquele avião para morrer, eu tinha pulado antes, mais sem para-quedas, foi quando o avião explodiu bem na minha cara. VOCÊ PODE SENTIR A SENSAÇÃO DE SEUS CIRCUITOS SEREM QUEIMADOS LENTAMENTE? Eu acho que não.
-O Que você quer de mim?
-Vingança! Quero me vingar de você. De tudo que você fez me passar.
-E O que te fiz passar?
-VOCÊ QUIS ME MATAR!!!!! Agora eu vou acabar com você. O Que eu não entendo é o por que você quis me matar.
-Motivos familiares.
-O que quer...não pode ser!
-EI! ESPERA!!! Será que...essa não!

Eu fui até o cassino e vi que Bumblebee tinha conseguido abrir a porta do porão do cassino.

-Bee, conseguiu abrir?
-Consegui mas...
-Ótimo, agora vigie o lado de fora.
-Mas...
-VAI!!!
-Tá bom.

Quando arrombei a porta, eu não vi ninguém, somente o sapato dele caído no chão. Sari estava comigo e lamentou.

-Optimus...desculpa, mais...quem estava procurando?
-Swindle deve ter o pego. Vem Sari, você, Marimar e Sérgio vão nos ajudar a metralhar o Swindle.
-Mais quem ele o pegou?
-O Cara que me criou desde que meu pai morreu quando eu era uma protoforma. Esse é o motivo por eu estar aqui. Depois de passar pela Floresta Flint, San Prime, México e aqui. Não vou deixar aquele merda leva-lo para longe.

Saímos para o lado de fora, eu, Bee e Sari e vimos um helicóptero e lá estava ELE Ratchet!

-VOCÊ PERDEU OPTIMUS PRIME!!! EU PEGUEI O SEU PRECIOSO PAI E VOU JOGA-LO LÁ NO CÂNION, PARA ELE TER O MESMO DESTINO QUE EU!
-Precisamos ir lá no México antes que ele faça alguma coisa.
-Podemos chegar lá rápido, antes dele. – diz Sari.
-Como Sari?
-Com o Hydra que eu tenho.
-TU TEM UM HYDRA SARITA?
-Tenho Bumblebee.
-Sempre quis ter um Hydra.
-Vamos antes que ele escape.
-Você sabe pilotar né Sarita?
-Err...não.
-Deixe que eu piloto Sari.
-Você sabe?
-Eu fiz aulas lá no Cânion. Pode confiar.
-Está bem.

Nossa mais esse Hydra é muito rápido. Nossa é demais pilotar isso é muito rápido. Chegamos no México, mais é rápido mesmo. É incrível! Lá no Cânion, vi que Swindle ainda não chegou, então, nós bolamos um plano.

-Certo, o plano é o seguinte: Eu e Bee vamos segurar um tipo de “cama elástica” para que quando Ratchet for jogado, a gente consiga pega-lo.
-E Como vocês vão saber o lugar certinho de onde ele vai cair?
-É Aí que você entra. Você vai rastrear o helicóptero que eles estão vindo e dizer a localização do loca certo?
-E Depois disso? – pergunta Bumblebee.
-Vou explodir Swindle de uma vez por todas!
-Mais Cabritito, como tu nos contou, ele sobreviveu á uma queda foda. Como terás certeza de que ele não vai escapar?
-Ninguém sobrevive á uma bazuca. Pode confiar.

Eu e Bee pegamos o lençol para poder mirar quando Ratchet caísse.

-Prime, ele está vindo. Parece que ele parou o avião...bem em cima...DE ONDE ESTOU!!! VENHAM RÁPIDO AQUI!!!
-Agora, você vai cair velho!
-Me solte ME SOLTE!
-Vou te soltar...AGORA!
-Ele caiu. Rápido.

Bumblebee não ia conseguir, ele estava vindo muito rápido, então larguei a bazuca e subi em cima do telhado e peguei Ratchet, com meus braços.

-Prime? PRIME É VOCÊ!
-Sim, sou eu.
-Eu sabia que você viria. Onde está o Sentinel?
-É uma longa história.
-ABAIXA CABRITITO!!!

Bumblebee atirou com a bazuca, eu caí e Ratchet também. O Helicóptero onde Swindle estava explode.

-Cabrones estão bien?
-O Que ele disse?
-Calma Ratchet esse é o Bumblebee...ele fala espanhol.
-Percebi.
-Parece que o Swindle morreu. – diz Sari.
-Ninguém sobrevive á um tiro de bazuca.

O Que eu não tinha percebido...é que ele sobreviveu. EU NÃO ACREDITO!!! ESSE CARA NUNCA MORRE!!!

-Malditos...vocês não virão nada. Eu sou imune á todos os ataques. Sou IMORTAL!!!
-Como esse maledeto ainda está de pé?
-Eu não sei Bee, mais...
-Espere Prime. Me dê essa arma.
-Mais Ratchet...
-Se você quase atravessou os Estados Unidos inteiro, só para me achar, está na hora de te retribuir.
-Atire quanto quiser, velho. Sou imortal.

Tinha 20 balas na arma. Ratchet atirou 4 vezes na cabeça dele, 4 na centelha, 4 nas pernas e as outras 4 no saco dele. Não tem como sobreviver disso.

-Agora, ele morreu. Pode ter certeza.
-E FICA AÍ!!! – grita Sari chutando o corpo de Swindle.
-Tenho tanta coisa para falar... – digo á Ratchet.
-Nem me fale, mais quero sair logo desse fim de mundo.
-É eu sei.

Pegamos um avião e saímos de lá, acabou! Finalmente...ai eu esqueci! Amanhã é o roubo do cassino. Puxa...mais tirando isso...vamos ficar livres...livre...


-Hehe...acham que me venceram, mais isso ainda não acabou!